Imagem capa -  O ENSAIO que mexeu com a minha FÉ... por Oliver Fotografos
Ensaios

O ENSAIO que mexeu com a minha FÉ...

O Pré pré wedding de muito amor e fé... 

Casal: Michelle e Humbert 

Editor : Max Rocha 

Apoio: Buteco do MAX



 A cada ensaio fotográfico vivemos momentos especiais, sensações marcantes e acontecimentos inspiradores. E foi uma experiência inesquecível com o casal Humberte e Michelle, um amor de muita fé, que pude captar o verdadeiro sentido da luz que inspira e eterniza a vida.

      No dia da nossa primeira reunião planejamos com o noivo um pedido de casamento, que ocorreria durante o ensaio. Porém, a noiva já tinha me falado que queria um ensaio iluminado pelo sol. Era a realização do seu sonho, mas estávamos em uma estação chuvosa.

      Tentei explicar para Michelle  a dificuldade de fotografar naquelas condições de tempo, mas ela me respondeu claro e forte: "Marcos, não estou te pedindo. Deus é forte e ele vai me ouvir". A fé e a certeza da noiva contrastavam com minha apreensão.

"Meu Deus me ajude", clamei. Dormi com as palavras da noiva e meu pensamento duelando na minha cabeça. Ao chegar o grande dia, estávamos ansiosos e preocupados. O tempo estava muito nublado, mas seguimos fazendo nosso trabalho.


Fotos, poses, olhares, sorrisos e uma direção bem divertida, buscando plena conexão entre o casal. Tudo muito lindo, mas o sol não aparecia. "Meu Deus, me ajuda", voltei a clamar. No final do ensaio fomos para a 2º locação - onde planejamos, com o noivo, o pedido de casamento.

       Seria o ponto alto, o grande momento do ensaio, mas o tempo insistentemente permanecia fechado e nublado. Enquanto Michelle se trocava, aproveitei para perguntar ao noivo: "E aí, vamos fazer o pedido agora, porque (pelo jeito) vai chover?"

"Calma Oliver, estou esperando a hora certa", respondeu Humberte. Quando a chuva parecia iminente, mais do que de repente - para surpresa geral - o sol se abriu entre as nuvens, ultrapassando o meio das árvores com uma luz tímida, mas tomada de expressão.

        Confesso que fiquei assustado, pois de uma hora para outra o tempo virou - e, inexplicavelmente, a meteorologia não previu nada daquilo. Foi o exato momento em que o noivo olhou para mim e para sol, apontando para aquele faixo de luz dourada. Era a vez do pedido.

“‘Olha amor, você pediu o sol para Deus e ele te ouviu”, disse emocionado. No mesmo instante ele se ajoelhou e a pediu em casamento... Foi um momento mágico e especialmente arrebatador, de tamanha emoção ao ponto de quase me impedir de registrar a unicidade da cena.

        Além da beleza do ensaio e do "milagre luminoso", meu pensamento invocava minhas súplicas e minha prova de fé. Independente dos ângulos e das poses de cada foto, tive a certeza que jamais poderia tirar a câmera dos olhos, para eternizar e compartilhar com o casal aquele acontecimento surpreendente.


"Vou viver isso com eles e fazer de cada foto uma fração da luz que nos faz seres tão especiais, emocionais e abençoados", pensei comigo. Depois daquele grande dia, tive motivos de sobra para me tornar um verdadeiro fotógrafo de emoções. A fé move montanhas e dissipa as nuvens mais escuras...